Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

111 Palavras

Os dias contados em 111 palavras

Inocência

por João Leal, em 26.04.17

Aproveitou a manhã de feriado para ir passear à praia. O filho corria na areia, eufórico, deslumbrado pelas ondas. Abraçado à mulher, ele seguia atrás, satisfeito. De súbito, um rotweiller surgiu vindo da duna. Foi demasiado rápida a aproximação ao miúdo para que ele pudesse reagir. O miúdo estacou. Tinha pavor a cães. Um homem de meia-idade apareceu, chamando o cão que andava à volta da criança paralisada de medo. «Ele não faz mal», disse o homem andando devagar, despreocupado. Ao chegar a casa pesquisou a raça na web. Como é que alguém achava normal viver sob o mesmo teto que uma dentada potencial de 160 Kg por cm2? Não percebia.

Hesitar

por João Leal, em 20.04.17

Quando finalmente chegou ao multibanco, um senhor idoso tremente hesitava em frente à máquina. Uma tecla, pausa para tentar ler o que estava no ecrã, um par de teclas, outra pausa. Em vista da folha com a conta da água na mão do homem, maldisse a sua sorte. Inevitável, o seu rancor mental virou-se contra o idoso. Olhou a nuca do homem, fulminando-o. Reparou então em como ele se parecia com o seu tio, alguém que tivera uma vida cheia de lutas e vitórias, tinha estado na guerra e vivera sob uma ditadura. O rancor desapareceu de imediato, esperando pacificamente os dez minutos seguintes de hesitações agradecido a toda uma geração.